blog-banner

Marca pessoal na marcenaria como estratégia para vender mais

Publicado em: 15/01/2021 08:50 | Atualizado em: 14/05/2021 12:31

Itens de marceneiro, martelo, alicate

 

A marca pessoal fez a diferença durante o tempo do comércio a portas fechadas e com o isolamento social.

 

Algumas empresas passaram a explorar mais o universo digital e divulgar ao máximo a marca da empresa. Já muitos dos profissionais autônomos que se esqueceram de cuidar da marca pessoal, sobreviveram com certa dificuldade.

 

Pensando nesses profissionais, em sua maioria das áreas de construção civil, marcenaria, decoração e de comércios locais, elaboramos este artigo especial sobre marca pessoal.

Chegou a hora desses empreendedores se destacarem no mercado e melhorarem suas vendas!

 

Continue a leitura para descobrir as estratégias que vão te ajudar a vender mais.

 

O que é marca pessoal?

 

Muitos profissionais como marceneiros, pintores e outros autônomos, não trabalham sua marca pessoal. Alguns, inclusive, nem sabem do que se trata.

 

Tem gente que acha que ela é apenas aquele símbolo gráfico usado para representar o nome ou o próprio negócio. Outros pensam que marca é algo somente para grandes negócios. Mas essas duas opções estão erradas! 

 

"Marca não é apenas o logotipo que se usa em panfletos ou materiais impressos, tampouco o slogan ou nome que a empresa utiliza."

 

Esses são elementos que dão visibilidade à marca, que buscam representar graficamente tudo aquilo que uma empresa tem como característica, valor, crença, missão, visão do negócio.

 

Por isso, quando alguém vê o símbolo de determinada empresa, sabe dizer sua qualidade, preço, durabilidade. Isso tudo por conta dos valores que aquele logotipo representa.

 

Com a marca pessoal é a mesma coisa. Porém, a diferença é que você é sua marca. Você representa os valores e características que serão destacados no mercado.

 

As vantagens de uma boa marca pessoal

 

Checklist em azul

 

Pense sobre isso por alguns segundos ...

 

Se você é um marceneiro, por exemplo, como as pessoas lembram de você? O que elas destacam quando pensam em indicar o seu nome? 

 

Avalie se isso tem facilitado ou prejudicado você na contratação dos serviços.

 

Sua marca pessoal influencia diretamente suas vendas e tem muitos benefícios:

 

  • Ser referência de qualidade, atendimento e satisfação.
  • Ganhar novos clientes ou clientes com maior poder aquisitivo.
  • Aumentar as vendas e o retorno financeiro.
  • Aplicar preços com maior margem de lucro.
  • Ter mais visibilidade no cenário empreendedor.

 

Como começar agora a criar essa marca pessoal?

 

Confira abaixo nossas dicas!

 

6 dicas para o marketing pessoal

 

Muitos acham que o termo marketing pessoal se refere apenas a aparência, à forma de se vestir e se apresentar perante os clientes. Mas a verdade é que ela vai além disso!

 

Marketing pessoal é uma estratégia usada para qualificar ou dar maior credibilidade aos serviços realizados por um profissional. Ela ajuda a mostrar suas qualidades e vantagens. Afinal, é justamente isso que vai fazer com que se diferencie dos concorrentes e ganhe mais visibilidade no mercado.

 

Em outras palavras: marketing pessoal é “saber se vender”.

 

Isso tem tanto a ver com sua imagem, a aparência, quanto com seu comportamento social, ética, atitudes, valores.

 

Para começar a construir sua marca pessoal, tenha bem definido quais características e valores são importantes na relação com o cliente. Depois comece a praticar as ferramentas do marketing pessoal.

 

Vamos às etapas:

 

  1. Identifique os valores e atitudes que são importantes para você.

Além da falta qualidade no serviço, é muito comum que os clientes deixem de contratar um profissional por motivos como: descumprimento de prazos, a falta de comunicação clara, dificuldade no relacionamento pessoal e até mesmo desonestidade.

 

Todas essas características fazem o prestador de serviço perder novas oportunidades e ainda ser mal visto no mercado.

Por isso, assuma um compromisso ético com você mesmo e cumpra ele em todos os trabalhos.

 

  1. Defina seus objetivos e metas

Para te ajudar nessa etapa, tente responder perguntas como:

 

  • O que eu desejo para minha profissão neste ano?
  • Como espero que os clientes lembrem de mim e do meu serviço?
  • Qual meta de vendas quero atingir este ano?

 

Tente pensar nessas respostas dentro de uma janela de tempo, (curto, médio e longo prazo). Isso vai te dar uma noção do que é mais urgente, importante e menos importante. Além disso, vai facilitar na construção do caminho a seguir.

 

  1. Faça uma autoavaliação

Com os objetivos em mãos, responda: você está preparado profissionalmente para alcançar o que deseja?

 

Faça uma autoavaliação e verifique as áreas que precisa melhorar. Esteja ciente dos seus pontos fortes e fracos e das áreas onde pode se destacar ou melhorar.

 

  1. Procure novas qualificações

Caso encontre ausência de habilidades profissionais, busque formas de aperfeiçoar o seu trabalho. Você pode inclusive pesquisar profissionais que já estão nesse patamar e identificar quais titulações e cursos eles fizeram.

 

Mantenha-se sempre informado sobre as novidades da sua área e pronto a oferecer coisas novas para os clientes.

 

  1. Encontre o seu diferencial

Depois da autoavaliação e identificação dos pontos de melhoria, liste o seu diferencial. Para isso, siga os seguintes passos:

 

  • liste todas as habilidades importantes na sua área;
  • selecione aquelas que recebe mais elogios;
  • veja quais resultados gerou com essas habilidades
  • crie uma lista de resultados e benefícios aos clientes a partir desse levantamento.

 

O objetivo desta etapa é mostrar sua capacidade em resolver os problemas do cliente. É mostrar-se confiável para quem deseja te contratar.

 

  1. Construa bons relacionamentos com o cliente

Manter bons relacionamentos com todos, sejam eles clientes, fornecedores ou profissionais, mesmo seus concorrentes, vai fazer você se destacar no mercado.

Bom atendimento, boa apresentação visual, gentileza e facilidade de comunicação são características importantes para os clientes. Além de um bom serviço, eles querem se sentir valorizados e respeitados.

 

Acredite, a forma como se relaciona será determinante para que pessoas te indiquem!

 

Agora que você já sabe que marca pessoal não é apenas um nome, mas sim um conjunto de fatores, comece agora mesmo a cuidar dela.

 

Mantenha valores éticos e morais bem definidos, tenha objetivos claros, saiba seus pontos fracos e seu diferencial, se qualifique e construa bons relacionamentos com o cliente.

 

Visite nosso blog e conheça outras dicas para a sua loja!

 

Acesse: completa.com.br/blog

DESTAQUES

Diferenças entre as corrediças telescópicas e corrediças com roldana

Diferenças entre as corrediças telescópicas e corrediças com roldana

Talvez você não saiba, mas as corrediças telescópicas e com roldana são os principais modelos responsáveis por garantir a mobilidade de gavetas instaladas em armários, aparadores, gaveteiros, entre outros móveis da casa. Por isso, esse tipo de ferragem é tão importante para abertura e fechamento dos compartimentos.

Rodinha para móveis e rodízios industriais: principais diferenças e funções

Rodinha para móveis e rodízios industriais: principais diferenças e funções

A rodinha para móveis é um daqueles acessórios quase invisíveis no dia a dia, mas um item imprescindível para o bom funcionamento de um móvel que precisa ter mais facilidade na locomoção. Na hora de escolher a rodinha você deve considerar diversos fatores, tais como: ambiente, peso e tipo de rodízio.

MAIS ACESSADOS

Tags

Para mais infomações sobre estoque, preços e condições comerciais acesse nossos Termos e Condições

© Todos os direitos reservados COMPLETA - 2021